Séries focam na diversidade e se adaptam aos novos tempos

séries
Créditos: Divulgação

A indústria cinematográfica está entendendo que a inclusão é a chave para o respeito à diversidade e as séries pegaram essa sacada. “Fuller house” (Três é demais), “Gilmore girls” (Tal Mãe, Tal Filha) e 24 horas, por exemplo, trazem a pluralidade em suas novas versões.

Cada uma destas séries passou um bom tempo fora do ar, mas em sua época, tratou de temas de destaque.

“Fuller house” e “Gilmore girls” já discutiam temas sensíveis. Enquanto a primeira focava no drama, em forma de comédia, trazendo Danny (Bob Saget) um pai que cria as filhas sem a presença da mãe, Gilmore girls discutia os temas da juventude de Rory (Alexis Bledel), e falava sobre a maternidade da jovem mãe Lorelai (Lauren Graham).

Estas duas sequências, em especial, mantêm o foco no tema da diversificado ainda voltado para a nostalgia dos fãs que as acompanhavam desde o passado.

24 horas, enquanto fazia sucesso, exalava a insegurança norte-americana e o medo presente de uma ameaça terrorista, trazendo Jack Bauer (Kiefer Sutherland) como um protagonista anti-herói que defendia os Estados Unidos da América a qualquer custo.

Depois de um período fora do ar o seriado precisou se adaptar aos temas atuais. A franquia 24 horas trocou o protagonista. Agora, o seriado de ação não segue mais o agente Jack Bauer, mas sim, o ex-soldado Eric Carter (Corey Hawkins).

“Foi uma oportunidade de ter um personagem diverso, mas não fizemos a série pensando nisso. O personagem veio antes. E, quando nós vimos Corey, ele virou a escolha óbvia”, disseram os produtores, afirmando que a escolha por um protagonista negro não foi intencional.
Legacy, Howard Gordon, Brian Grazer, Manny Coto e Evan Katz, acharam o trabalho de Hawkins fantástico, ao assistirem “Straight Outta Compton: A história do N.W.A”.

O produtor, Manny Coto, disse em entrevista ao Correio Braziliense que, mesmo antes, a série buscava diversidade. Ele conta que a franquia teve um presidente negro, considerado um dos personagens mais marcantes da produção.
“Nos primeiros anos da série, apresentamos um presidente afro-americano, antes de os Estados Unidos ter sido presidido por Barack Obama. Muita gente acha que isso teve uma certa influência”, analisa.
A nova versão de 24 horas (24: Legacy), traz o ex-soldado Eric Carter enfrentando terroristas que procuram elimina-lo. O seriado é exibido atualmente no canal Fox, às quintas-feiras, à 0h.

Com informações do Correio Braziliense