Garota de 4 anos faz sua própria marcha das mulheres em casa

Crédito: Reprodução Facebook

Logo após a posse de Donald Trump, milhares de pessoas foram às ruas do mundo todo protestar contra o novo presidente dos Estados Unidos. Um dos protestos mais famosos foi a Marcha das Mulheres, em Washington D.C., a capital do país. Mas uma garota de 4 anos não pôde ir até lá e, por isso, decidiu marchar em casa.

A pequena Rose mora em Virginia, nos EUA, e já havia ido a um protesto anteriormente com os pais, Wendy e Mark Redfern. Eles tentam ensinar a filha a ser uma pessoa tolerante e de mente aberta, para que ela não cresça para se tornar uma adulta preconceituosa. E uma das coisas que os pais querem que a garota de 4 anos entenda é que ela é forte e não deve se subordinar a homem nenhum.

LEIA TAMBÉM
MULHERES CONTRA TRUMP: MARCHA LEVA MULTIDÕES ÀS RUAS

Quando a Marcha das Mulheres em Washington foi anunciada, os Redfern se interessaram e quiseram muito ir, mas a distância e a segurança da filha foram fatores que os impediram de sair de casa. Por isso, Rose teve a ideia de fazer uma mini-marcha com as suas bonecas. Os pais ajudaram a garota a organizar tudo.

Com a ajuda dos pais, a Cinderella, a Mulher Maravilha, a Tiana e a Hera Venenosa se tornaram ativistas feministas no quintal de Rose. elas seguraram cartazes com dizeres feministas e anti-Trump e fizeram uma marcha que viralizou na internet após o pai compartilhar imagens em seu Facebook.

Nos cartazes das bonecas estavam escritas as seguintes frases:

“Todas as mulheres são Super Mulheres”

“Apenas tente pegar na minha *&%$#”

“O Trump é um sapo que eu não beijaria”

“Aquecimento global é real”

“Esqueça os sapatinhos de cristal, falem sobre o teto de vidro”

A garota de 4 anos ficou tão animada que decidiu ela mesma fazer cartazes para segurar. Hoje, eles são apenas rabiscos, mas talvez no futuro, Rose consiga ir a uma marcha de verdade e segurar cartazes com palavras de ordem.