Artista do século 19 finalmente recebe crédito por obras atribuídas a homens

Crédito: Reprodução/ Caroline Louisa Daly’s In Winter With Sleigh, c 1854-1859, watercolour on paper. Courtesy of the Confederation Centre Art Gallery

Uma dúvida lançada pelo bisneto da artista Caroline Louisa Daly dois anos atrás finalmente foi sanada e um erro de quase meio século pode ser reparado pelos curadores da galeria da Ilha do Príncipe Eduardo, uma das províncias marítimas do Canadá.

Assinadas por C Daly ou CL Daly, as aquarelas da artista (que nasceu em 1830 e viveu na ilha por um período de cinco anos com a família) foram erroneamente atribuídas a dois homens: John Corry Wilson Daly e Charles L Daly. O engano só foi percebido quando o bisneto de Daly visitou a galeria e informou que aquelas obras haviam sido criadas por sua bisavó.

Depois de informados, os pesquisadores iniciaram uma investigação e concluíram que, de fato, não havia nenhuma ligação que provasse a concepção das obras pelos homens aos quais elas haviam sido atribuídas.

Segundo os curadores, nada sugeria que John Corry Wilson Daly, um comerciante e politico da região, tivesse produzido arte. Do mesmo modo, nada provava que Charles L Daly já tivesse visitado a província.

Caroline Louisa Daly, por sua vez, aproveitou o tempo de viagem com o pai militar para criar retratos dos locais pelos quais passava.

Em entrevista ao The Guardian, Paige Matthie, da Confederation Centre Art Gallery in Prince Edward Island (Galeria de Arte do Centro da Confederação da Ilha do Príncipe Eduardo), afirmou que a atribuição enganosa não deve ter sido algo malicioso, no entanto, ela afirmou “mas acho que é muito fácil esquecer as conquistas das mulheres, às vezes.”