15 músicas que empoderam as mulheres

Foto: Reprodução

Infelizmente ainda vivemos em um mundo machista, e as mulheres são muitas vezes inferiorizadas. Lembrar do nosso poder como mulher e acreditar que somos capazes de fazer o que quisermos, como quisermos, independentemente do que os outros acham, ainda é um grande desafio.

Porém, algumas mulheres do mundo da música podem nos ajudar com isso. Questionadoras dos padrões, cantoras nacionais e internacionais, em canções de diferentes estilos, antigas ou bem atuais, mostram que as mulheres estão, sim, cada vez mais empoderadas e independentes. Aqui estão 15 delas.

1. Slut Like You – Pink

Nessa apresentação, a cantora norte-americana fala que essa música é “uma maneira não sofisticada, como feminista, de tomar de volta o poder”. Acredito que essa é uma ótima forma de definir Slut Like You (Puta Como Você), canção na qual a artista mostra que, assim como os homens podem querer casos sem compromisso, as mulheres também podem! E se isso faz de nós “putas”, bom, somos putas como os homens. A música é de 2012, e pertence ao álbum The Truth About Love (A verdade sobre o amor).

2. Menina Pretinha – Mc Soffia

Soffia, de apenas 12 anos, bombou no início de 2016. A canção defende a beleza das meninas e mulheres negras, e a pequena Mc se tornou uma aposta do futuro do rap nacional. O recado principal da música é direto e verdadeiro: “Menina pretinha, exótica não é linda. Você não é bonitinha, você é uma rainha”. O poder de Soffia já é tão reconhecido que ela apresentou-se ao lado de Karol Conka na abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

3. Tô Na Luta – Karol Conka

Falando em Karol Conka, a rapper brasileira já se tornou referência de empoderamento feminino e do feminismo negro. Essa é apenas uma das várias músicas que a Karol tem sobre o tema, e ela deixa bem claro: “Eu tô na luta, sou mulher, posso ser o que eu quiser!”

4. That’s My Girl – Fifth Harmony

That’s My Girl (Essa é a minha garota) foi a última música lançada como single pelo grupo Fifth Harmony ainda como quinteto, no ano passado. A música fala sobre como as mulheres passam por muitas coisas e aguentam firme. O sucesso foi grande, ganhou até versão com as heroínas da DC.

5. Independent Woman – Destiny’s Child 

Em That’s My Girl, as meninas do Fifth Harmony cantam “Destiny said it: You got to get up and get it, get mad independent and don’t you ever forget it” (Destiny disse: você tem que levanter e conseguir, ficar muito independente e nunca se esquecer disso”.  O trecho faz referência ao grupo Destiny’s Child, que entre canções de sucesso, lançou em 2001 Independent Women (Mulheres Independentes). O próprio nome já diz bastante, né?

6. Desconstruindo Amélia – Pitty

A música da rockeira da Bahia fala sobre tarefas que muita gente acha que mulheres devem fazer. Até que, em determinado momento, essa mulher se rebela e faz coisas de sua vontade. Um hino da independência feminina!

7. Hard Out Here – Lily Allen

Essa canção foi lançada em 2014. Irônica como sempre, em Hard Out Here (Difícil aqui fora) Lily Allen critica, por exemplo, os julgamentos que as mulheres recebem ao falar sobre a vida sexual e os padrões de beleza.

8. Bad Reputation – Joan Jett 

Era comecinho dos anos 1980 e já tinha mulher enfrentando o machismo sim!  Joan Jett bombou com “Bad Reputation” (Má Reputação), e afirmava que não dava a mínima para a reputação que tinha. “A girl can do what she wants to do” (uma garota pode fazer o que ela quiser fazer), esse era o recado dela. A música depois ganhou regravações e covers de outras mulheres, como Avril Lavigne e Miley Cyrus.

9. Cor de Rosa Choque – Rita Lee 

Aqui no Brasil, a mesma época também ganhou um sucesso bem feminino. “Cor de Rosa Choque”, da Rita Lee, trouxe diferentes faces das mulheres.

10. 100% Feminista – Mc Carol e Karol Conka

Violência doméstica, opressão, injustiça, falta de informação. Esses são alguns dos assuntos que Carol e Karol abordam nessa música de 2016. Mulheres, negras, que cresceram na periferia, elas fizeram esse dueto para mostrar que são poderosas e que o feminismo ajudou nisso.

11. Can’t Hold Us Down – Christina Aguilera

“So what am I supposed to havean opinion? Should I keep quiet just because I’m a Woman?” (Então eu não posso ter uma opinião? Devo ficar quieta só por que eu sou mulher?). É assim que começa a música da Christina Aguilera. Já deu para entender o tom, né? Ninguém pode nos segurar!

12. Tá pra nascer homem que vai mandar em mim – Valesca Popozuda

No funk também tem empoderamento! O nome da canção já deixa bem claro a intenção dela, e Valesca afirma que nunca dependeu de homem nenhum para nada.

13. Amor, amor – Wanessa 

Esse é um dos maiores sucessos do início da carreira da Wanessa. O lançamento foi feito em 2005. Provavelmente, não é uma música que vem a cabeça das pessoas quando falamos sobre feminismo, mas se você prestar bem atenção, deveria!

14. Try – Colbie Caillat 

A canção mais calma da lista traz a doçura de Colbie Caillat explicando para as mulheres que não é necessário tentar tanto se enquadrar aos padrões exigidos pela sociedade. Não precisamos mudar só porque os outros querem.

15. Run the World – Beyoncé

Praticamente impossível falar sobre empoderamento feminino sem falar de Beyoncé. Desde Destiny’s Child a voz da cantora já era usada para falar desse tema, e em todos os álbuns solo são várias as músicas que poderiam ser hinos de todas as mulheres. Quem comanda o mundo? As garotas!!