Globo de Ouro premia melhor comediante negra após 35 anos

Crédito: Reprodução Instagram traceeellisross
Crédito: Reprodução Instagram traceeellisross

Os espaços estão cada vez mais respeitando as conquistas da mulheres negras. Dessa vez, o Globo de Ouro caiu nas mãos de Tracee Ellis Ross, a primeira mulher negra a vencer em sua categoria no em 35 anos.

Antes dela, apenas Debbie Allen havia vencido o prêmio e esse fato aconteceu em 1982, ou seja, há mais de três décadas.

Além da vitória de Viola Davis, a premiando La La Land: Cantando Estações, como grande vencedor da noite e Meryl Streep causando impacto com seu discurso a 74ª edição do Globo de Ouro trouxe também mais coroação paras as negras.

Todas as mulheres indicadas ao Globo de Ouro de Melhor Atriz de Comédia ou Musical Para TV em 2017 estiveram presentes e participaram da cerimônia acontecida no domingo à noite, 8 de dezembro, e esperavam ser escolhidas.

Mas, quando a revelação da premiada aconteceu, o nome de Tracee Ellis Ross foi falado. Ela recebeu o Globo de Ouro por seu papel como Bow em “Black-ish”, e a atriz entra para história mais de 30 anos depois.

Debbie Allen se pronunciou em apoio a Ellis Ross e Issa Rae, no começo da semana passada parabenizando-as por já serem vitoriosas, pois ambas as indicadas são mulheres negras.

Em seu discurso de agradecimento, Ellis Ross disse:

“É a minha primeira vez aqui, gente. É um lugar bem legal. Eu gostei. Isso aqui é por todas as mulheres, mulheres negras e pessoas coloridas, cujas histórias, ideias, pensamentos não são sempre considerados dignos, válidos e importantes. Mas eu quero que vocês saibam que eu os vejo. Nós os vemos. É uma honra fazer parte da série Black-ish, de continuar expandindo o modo como nós somos vistos e conhecidos, e mostrar a mágica e a beleza de uma história e histórias que estão fora dos lugares que a indústria geralmente procura. Obrigada por essa oportunidade incrível, ABC.”