Fotógrafa faz ensaio com mães não convencionais

Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches

Mãe não tem cara. Mãe pode ser alta, baixa, gorda, magra, boa na cozinha, má cozinheira… não importa. Há elementos muito similares de uma mãe para a outra, mas as características físicas diferem bastante, afinal, mãe é mulher. E mulheres são diferentes umas das outras. Por que, então, algumas delas ouvem que “não parecem ser mães”? A fotógrafa Celia Sanches decidiu explorar a questão dessas mães não convencionais.

Ela teve seu primeiro filho aos 23 anos e passou a fazer parte do “clube” das mães não convencionais. Aquelas que sempre ouvem “não parece que você tem filhos” ou “eu nunca imaginaria que você é mãe” e, no caso de Celia, “mas você é tão novinha para isso”.

Depois de passar por todas essas situações, a fotógrafa decidiu procurar por outras mães não convencionais e fazer um ensaio mostrando como, sim, há diversas mães que, para a sociedade “não têm cara disso”, mas são e amam muito seus filhos.

O ensaio, entitulado “Devotas”, mostra mulheres de cabelos coloridos, tatuadas e com piercings. Primeiro, há uma foto delas sozinhas e depois, com os filhos. O trabalho foi feito por Celia ao longo de três anos. Ele mostra como não há um “tipo certo” de ser mãe e tem o objetivo de fazer as pessoas repensarem suas opiniões sobre a mulher e a maternidade.

Confira:

Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches
Crédito: Celia Sanches