ONDDA Vozes da Marca

Você sabia que é possível estar obeso e ser subnutrido?

Crédito: Visuahunt

Muita gente não acredita, porque parece impossível que alguém que esteja acima do seu peso ideal possa estar desnutrida. Mas é uma realidade. Pode esquecer aquela máxima reproduzida pelas pessoas mais antigas que dizem “é sinal de saúde” quando veem um bebê gordinho.

Pelo contrário! A obesidade é um problema de proporções mundiais e é motivo de muitas pesquisas para determinar o impacto que ela pode causar no futuro e o mal que já nos traz atualmente.

E um dos mitos que circulam sobre as pessoas com sobrepeso é que elas não podem estar desnutridas. O equívoco surge quando associamos a desnutrição ao excesso de magreza.

Na verdade, uma pessoa está subnutrida (ou desnutrida) quando tem falta de nutrientes essenciais para garantir um bom funcionamento do corpo. E isso independe do peso que ela tem.

Essas substâncias nutritivas são encontradas em produtos naturais e integrais o que é completamente diferente daquilo que é consumido pelas pessoas obesas.

“Tem que comer mais frutas e legumes, porque são as maiores fontes de vitaminas e minerais”, alerta a nutricionista Gabrielly Borges. “O problema da pessoa acima do peso que está desnutrida é que ela come muitos alimentos com ‘caloria vazia’, ou seja, que só possuem carboidrato e gordura”, explica.

Gabrielly faz lembrar que o aumento de consumo de comidas industrializadas, repletas de incrementos químicos, corantes e em oferecidas em restaurantes fast foods tem contribuído para que obesos desnutridos sejam uma realidade mais comum do que podemos imaginar.

“O mais certo é nivelar”, pondera a nutricionista: “o indivíduo não fica gordo porque comeu carboidrato. Engorda, porque exagerou no consumo de carboidrato. Algumas pessoas, para emagrecer, cortam [carboidrato] de vez e isso é um risco. Essas pessoas podem vir a falecer, pois nosso corpo precisa dele pra sobreviver”, alerta e relembra: “Gordura e açúcar em excesso são tão vilões quanto”.

Como evitar a desnutrição

“O mais adequado é a reeducação alimentar, mesmo”, considera Gabrielly Borges. “É de extrema importância manter uma alimentação balanceada e com suporte de proteínas, vitaminas e minerais. Variar nos alimentos sem esquecer de comer frutas, legumes, cereais e outros grãos”, ensina.

Ela chama a atenção para um risco tão presente quanto o da subnutrição: “Beber água também é muito importante, pois, na maioria das vezes, obesos desnutridos são também desidratados. Ao invés de se hidratarem, tomam muito refrigerante”, aponta.

Pic-Me é a marca da expressão, uma alegria na rotina que convida as pessoas a se expressarem. Queremos um diálogo direto e de igual para igual com todos, sem julgamentos ou estereótipos. Por isso endossamos e incentivamos o conteúdo criado coletivamente, de pessoas para pessoas. Aproveitem!