Pai mata os filhos e coloca a culpa na traição

Crédito: Victor Bezrukov via VisualHunt / CC BY-NC

Os tempos estão nebulosos mesmo. Em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, em menos de uma semana duas tragédias abalaram a cidade. No dia 21 deste mês, uma advogada, depressiva, foi encontrada morta em seu escritório. Supostamente tenha tirado a própria vida, após deixar uma mensagem desesperada nas redes sociais pedindo perdão. Ela era casada e deixou dois filhos pequenos.

E no último domingo (25), um pai, alegando traição da mulher, matou os dois filhos, de 3 e 4 anos, com golpes de faca no pescoço e tentou se suicidar cortando os pulsos e cravando uma faca no pescoço. Ele está vivo, não corre risco de morrer, foi preso e está sob escolta policial no Hospital de Base, em Rio Preto, e responderá por homicídio duplo.

O pai que matou os filhos é zootecnista, tem 41 anos e é doutor em Ciência Animal pela Universidade de São Paulo (USP). Ele deixou um bilhete antes de tentar se matar. Hugo Imaizumi demonstrou no bilhete decepção com a suposta traição da mulher, uma fisioterapeuta de 39 anos.