ONDDA Vozes da Marca

Fisiologista do HCor dá dicas de como se exercitar sem sair de casa

Crédito: Pixabay
Crédito: Pixabay

Muito se fala sobre a importância de manter uma vida saudável e ter uma rotina que fique longe do sedentarismo. Mas, para muitas pessoas, isso ainda é sinônimo de frequentar academias ou investir horas em treinos que atrapalharão grande parte dos seus compromissos. O fisiologista do HCor (Hospital do Coração), Diego Leite de Barros, explica, no entanto, que a coisa não é bem assim.

Para o especialista, é possível aproveitar o espaço doméstico e até parte da mobília, como mesas e cadeiras, para se exercitar sem precisar sair de casa. “Com exercícios relativamente simples já é possível manter a forma e combater o sedentarismo que está entre os principais fatores de risco para doenças cardiovasculares atualmente”, revela Barros.

Barros adverte apenas que é importante que as pessoas saibam sobre a condição física antes de começarem a se exercitar. Fazer um aquecimento de cinco a dez minutos também ajuda a colocar o coração em bom funcionamento e evita lesões.

Veja, a seguir, algumas dicas de exercícios que podem ser feitos em casa

Semi-agachamento – Voltado para o fortalecimento da região glútea, o exercício deve ser feito com as pernas afastadas, além do diâmetro dos ombros. Basta colocar as pontas dos pés para fora e apoiar uma das mãos sobre uma mesa para manter o equilíbrio. “Feito isso, é só flexionar os joelhos, até a uma altura suficiente para se sentar, por exemplo. Depois, suba, mas sem estender as pernas totalmente”, ensina Barros.

Abdução de quadril –Basta deixar as pernas juntas e elevar uma delas lateralmente, ao máximo que conseguir e depois voltar. Faça tudo lentamente pelo tempo que suportar. Uma parede pode ser usada como apoio para que o equilíbrio não seja perdido. É importante praticar a elevação com as duas pernas. Esse exercício ajuda a reduzir o diâmetro dos quadris.

Elevação dos calcanhares – Esse movimento ajuda a definir as panturrilhas e consiste em elevar os calcanhares, sustentando o corpo na ponta dos pés, para, em seguida, retornar à posição original. “Nesse caso, também é recomendável usar uma mesa ou alguma outra superfície de apoio, na qual possamos nos equilibrar”, orienta o fisiologista.

Abdominal com a cadeira – Para executar, encoste uma cadeira na parede ou utilize o sofá, caso seja firme. Em seguida, deite-se no chão e posicione as pernas sobre o acento. Cuidadosamente, coloque as mãos por trás da cabeça e flexione o tronco para frente. “Esse exercício ajuda a diminuir a barriga e fortalecer os músculos presentes na região do abdômen”, acrescenta.

Elevação do quadril – Essa atividade talvez seja um pouco mais complexa. Para executá-la, deite-se no chão, junte os braços ao corpo apoiando-os no chão, mantenha as pernas dobradas e os pés apoiados no chão. Em seguida, mova apenas os quadris para cima e para baixo vagarosamente com o cuidado de que toda a coluna fique retificada no chão ao fim do movimento. “Esse exercício também beneficia à região glútea”, explica.

flexão e extensão de cotovelos – Para essa atividade, basta um pesinho de cerca de 2 kg. Mantenha-se em pé, com o corpo ereto e os braços junto ao corpo. Com os contovelos inertes na linha da cintura, dobre apenas o antebraço com o peso e volte. “Tal exercício é bastante benéfico aos bíceps e pode ser feito com equipamentos cada vez mais pesados. Porém, é sempre melhor começar levantando objetos leves para evitar lesões ou acidentes”, afirma Barros.

 

 

Pic-Me é a marca da expressão, uma alegria na rotina que convida as pessoas a se expressarem. Queremos um diálogo direto e de igual para igual com todos, sem julgamentos ou estereótipos. Por isso endossamos e incentivamos o conteúdo criado coletivamente, de pessoas para pessoas. Aproveitem!